Cromo Duro

Cromo Duro

Utilizamos um processo de eletrodeposição que é aplicado em peças para a proteção de superfícies. O cromo duro é conhecido por prolongar a durabilidade dos substratos sujeitos a estragar graças à corrosão, abrasão e fricção, além de proteger de áreas de repelência a líquidos e sólidos. O cromo duro pode ser utilizado em peças novas e desgastadas, dando outra qualidade ao produto.

O cromo duro apresenta várias vantagens que passam uma maior qualidade à sua peça. Juntamente com a qualidade Hoffman, procuramos garantir uma maior resistência a altas temperaturas, permitindo a redução no uso de lubrificantes e em alguns casos até sua total inutilização. Além disso, também é resistente ao desgaste, à corrosão e ao risco, não gera tensões na peça e contém um baixo atrito estático.

O cromo duro é depositado na superfície metálica a partir da eletrólise do ácido crômico. O critério usado para definir sua espessura da camada deve ser aplicado em uma peça, dependendo das suas características de uso, dando resistência mecânica, térmica, química, atmosférica e maior dureza para a peça. 

O processo de cromagem pode ser feito sempre que for necessário, pois não causa danos a peça. Nós aconselhamos nossos clientes, já que se trata de uma solução mais econômica que evita a substituição das peças, além de garantir a durabilidade do produto.

Os eletrólitos vão aderindo á superfície a ser coberta, formando camadas com dureza elevada (entre 60 e 68 Rockwell C). Dispomos hoje de seis banhos com até 10 metros de comprimento, convencionais e catalisados, assim como banho para decapagem.


Compartilhe este conteúdo!

Assinar newsletter